Resenha: Não conte a ninguém

7 comentário(s)

E mais uma vez estou aqui resenhando um livro de Harlan Coben, do qual sou grande fã (isso não é novidade para ninguém, soltei a poucos dias a resenha de “Jogada Mortal”, do mesmo autor, e outras anteriormente). Não conte a ninguém contém todos os ingredientes das narrativas do senhor Coben, entretanto, no final, ele nos surpreende mais uma vez. E, agora, não pense que a grande surpresa virá nos últimos capítulos; ela vem literalmente na última página!
A história nos apresenta o doutor Beck e sua esposa Elizabeth e uma linda história de amor. Amigos de infância, namoraram por toda a adolescência e acabaram por casar-se. Eles comemoravam o aniversário do primeiro beijo todos os anos, indo ao local onde ele ocorreu: perto a um lago em uma propriedade que pertence à família de Beck. Porém, em mais uma dessas comemorações super românticas, algo terrível acontece: Elizabeth é morta ao sair do lago e Beck golpeado.
A narrativa, então, dá um salto de oito anos, e nos deparamos com um Beck ainda extremamente infeliz por não ter mais a amada ao seu lado, que acabou por mergulhar na profissão de pediatra e não conseguiu mais envolver-se verdadeiramente com ninguém. Entretanto, na data em que, se Elizabeth estivesse viva, comemorariam mais um aniversário do primeiro beijo, Beck recebe um estranho e enigmático e-mail, com informações que poucas pessoas, além dele próprio e de Elizabeth, teriam como saber.
Então, ele é direcionado ao vídeo de uma rua movimentada e depara-se com a esposa na imagem. As suspeitas de que Elizabeth esteve, na verdade, viva durante os oito anos que se passaram vão se tornando cada vez maiores à medida que Beck recebe mais algumas mensagens e, principalmente, começa a investigar a morte da esposa. E tudo se torna ainda pior quando novos corpos são encontrados próximos ao lago e mais pistas surgem, direcionando Beck a ser o principal suspeito, inclusive de ter assassinado a esposa (que, agora, ele não pode contar a ninguém que talvez esteja viva).
Repleto de suspense e mistérios, o livro tem uma narrativa ágil, capaz de nos prender do início ao fim. Além disso, o amor que Beck sustenta pela esposa, que acreditava ter perdido oito anos atrás, é lindo de se testemunhar, assim como sua luta e esperança de que ele pode ter a chance de estar com ela mais uma vez.
O final é surpreendente, sendo que várias reviravoltas acontecem até que a verdade seja de fato revelada.

Trecho: “Poderia tentar argumentar que aquilo não era possível. Mas não foi um sonho. Eu tivera sonhos em que Elizabeth estava viva. Vários. Na maioria, eu simplesmente aceitava aquilo como uma breve visita do além (...). Sabia perfeitamente o que era um sonho. O que eu vira no computador não era um deles. Nem havia sido um fantasma" (pág. 39)


Informações:
Título: Não conte a ninguém
Autor: Harlan Coben
Gênero: Ficção Policial
Editora: Arqueiro
Páginas: 256

Borboletas Azuis:

7 comentários:

HONORATO, Sandro disse...

Olá :)
Ah eu nunca li um livro do Harlan :(
Mas ficou bem legal a resenha,meus parabéns *-*

Beijos e cuide-se
_________________
RIMAS DO PRETO

Sammy disse...

Nunca li nenhum livro do autor, mas fiquei intrigada com essa trama! Quero muito saber se Elizabeth esta ou não viva!

Bjs

www.daimaginacaoaescrita.com

Renata e Andrea disse...

Adorooo esse autor! É perfeito.. Gostei mto da sinopse desse livro.. está na minha lista..bjs

http://serieslivroseafins.blogspot.com.br/

Fernanda - Trilhas Culturais disse...

Ganhei este livro de Pascoa, estou anciosa para ler. Queria muito um livro desse autor. :)

Bianca Karina disse...

Sempre tive curiosidade quanto a esse livro, mas nunca cheguei a ler uma resenha.. É bem diferente do que eu imaginei que a história seria e minha curiosidade foi mais instigada, rs.

Beijos.

http://tempestade-de-estrelas.blogspot.com

Fabiane Ribeiro disse...

Oiii amores!!!
Quando tiverem a oportunidade de ler Harlan Coben, leiam!
Vale a pena. sendo este ou qualquer outro título dele, nunca li nenhum que não fosse excelente!!!!

Beijos!

Marcia Lopes disse...

Li recentemente esse livro , ainda não tinha tido a oportunidade de ler esse autor, adorei comecei e não queria mais parar, eu via as cenas se desenrolar diante dos meus olhos e como vc disse o final foi surpreendente!

Postar um comentário