Resenha: Os assassinos do cartão-postal

2 comentário(s)

“E você não tem ideia de por que o cartão-postal foi enviado para o seu endereço?”

Aqui estou eu para fazer mais uma resenha de um livro de James Patterson. Inclusive, desta vez, foram duas resenhas em sequência do autor, e posso dizer que apreciei bem mais a leitura de Os assassinos do cartão-postal, que possui todos os ingredientes que me fizeram gostar das séries mais tradicionais de suspense lançadas por ele.
Desta vez, a trama é bastante criativa. Um casal que circula pela Europa atraindo e assassinando outros casais. A cada novo crime, eles estão em uma nova cidade, de um país diferente, em busca de apaixonados, assim como eles próprios se definem.
Antes de cada crime, enviam para a imprensa um cartão-postal da cidade onde estão, e, em seguida ao assassinato, enviam uma foto da cena do crime. Mesmo assim, estando sempre tão expostos, são completamente profissionais e não se deixam capturar.
Do outro lado da história temos Jacob, um detetive de Nova York, que está na Europa à caça dos assassinos e não pretende desistir tão fácil. Sua filha e o namorado foram um dos casais vitimados pelos assassinos do cartão-postal, o que trouxe dor e fúria suficientes para que Jacob não descanse até pegar os criminosos.
Cada vez mais inteirado dos crimes, Jacob agora é levado para a Suécia, onde a jornalista Dessie recebe um novo cartão-postal, e, depois, uma fotografia do crime. Estando, pela primeira vez, tão perto dos assassinos de forma rápida, Jacob tem agora a vantagem nas mãos. E mesmo que ele tenha sido inconveniente com Dessie quando se conheceram, ela acaba se tornando bastante importante durante as investigações do detetive e pai desolado.
Minha única ressalva é que os personagens de forma geral, sobretudo o casal de assassinos, são bastante caricatos, e isso me incomodou em algumas cenas, que soaram forçadas. Porém, isso foi apenas uma pequena ressalva quando comparamos à trama como um todo, que é muito bem pensada e construída.
O livro tem um ritmo espetacular. Com capítulos curtos, narrativa ágil, pontos de vista alternados (incluindo não apenas as investigações, mas também cenas dos próprios assassinos e seus crimes), e mistérios que prendem até o fim. A leitura é uma ótima pedida para quem é fã de literatura policial.

Trecho: “Ali estava a mensagem, mas Jacob não conseguia não conseguia discernir as palavras, não era capaz de entender o significado. E enquanto não fosse capaz de decifrar aquilo, ele não conseguiria detê-los. Tomou o resto do vinho na caneca e se serviu de um pouco mais. Sentou-se na cama e desfez a ordem em que tinha acabado de organizar os cartões” (Pág. 18).

Informações:
Título: Os assassinos do cartão-postal
Autores: James Patterson e Liza Marklund
Gênero: Suspense
Editora: Arqueiro
Páginas: 304

Borboletas azuis:




Agradecimentos à editora Arqueiro, por ceder o livro para o blog. Saiba mais sobre ele clicando aqui.

2 comentários:

Dani Kaulitz disse...

Ainda não li nada deste autor, mas tenho muito interesse em ler este livro, parece ser muito bom e adorei a resenha. O enredo me deixou interessada, adoro livros com investigações e fiquei curiosa para saber como este mistério será solucionado. Parece ser uma leitura que prende muito o leitor, já está na minha lista!
beijos

Fabiane Ribeiro disse...

Oi Dani,
Realmente é uma leitura que prende muito, e o mistério é excelente. Aproveite para conhecer o trabalho do autor com este título, tenho certeza que vc vai gostar!
A primeira vez que li um livro do James Patterson, já há alguns anos, foi um romance/drama. Mas desde então virei fã dos títulos de suspense dele também.
Beijinhos,
Fabi

Postar um comentário