Feliz 2015!!!

3 comentário(s)

Um dia, há poucos anos, eu sonhei – acordada – com uma garotinha. Ela se chamava Anny e queria mais que tudo o amor daqueles que a abandonaram. Vivendo na Inglaterra, presa em uma pequena casa, tudo o que ela tinha era um velho jardim, que, diante de toda sua fé, se tornava gigante. Ela não podia sair pra ver o mundo, mas o mundo todo estava ao alcance de seus sonhos, principalmente quando ela jogava Xadrez com os anjos.
Assim, a Anny ganhou forma, personalidade, e eu contei – o início de – sua história em 400 páginas, que acabaram por viajar o Brasil todo, entrando em muitas casas. E, depois, viajando ainda mais além.
Essas pessoas que conheceram a Anny muitas vezes me escrevem, mandam fotos e cartas que eu guardo com todo o amor do mundo. E, em 2014, cada um de vocês fez uma diferença tão grande na minha vida, que eu jamais poderia expressar.
Obrigada a todos que confiaram em meu trabalho, que o adquiriram, emprestaram, presentearam; que abriram as portas de suas casas e mentes à história da pequena Anny e seus amigos, o Pepeu, o senhor Hermes, a Desiré, a Nicole, o Sábio Bispo... Nenhum deles seria tão verdadeiro se estivesse apenas em mim. Eles saíram pra ver o mundo quando vocês permitiram que eles vivessem em suas estantes e cabeceiras.
Eu me emociono só de pensar em quantos lugares a Anny está vendo agora, em quantos lares está vivendo. Obrigada por, após terminarem a leitura, sempre me escreverem, de qualquer forma que seja, dizendo suas opiniões, me pedindo continuação, me perguntando se a Anny é real.
Ela é real para nós, e ela vai continuar a ser, pois estou passando esta mudança de ano trabalhando na continuação de sua história.
Por mais de um ano eu pensei que não faria uma continuação para o livro, pois eu pensava que havia terminado de contar a parte da vida da Anny que havia de fato planejado contar. Mas vocês me mostraram que a Anny ainda tem muito para ver e viver.
E, assim como ela, eu também sempre sonhei em sair e ver o mundo. Já havia viajado aqui pela América do Sul, mas foi em 2014 que me mudei para os EUA. E isso tudo está apenas começando, pois em 2015... Bem, os planos são tantos... mas com certeza eu vou levar a Anny pra visitar seu primeiro lar, sua terra natal.
Quando penso nesses seis meses que passei no exterior, e que são apenas o começo, tantos momentos vêm à minha mente.
Como quando eu dormi no Rockefeller Center, em Nova Iorque (sim, na calçada mesmo), na fila para ver um show da minha banda favorita, Maroon 5. E acabei quebrando o pé, mas valeu a pena, pra ver o Adam Levine cantando ao vivo bem à minha frente. Ou quando eu caminhei em uma praia deserta, em São Petersburgo, na Flórida, de madrugada, sozinha, e, embora tenha sentido um certo medo, me senti tão perto de Deus. É incrível como o som do mar faz isso com a gente. Ou quando acabei em uma boate um tanto indiscreta, com três amigas da República Tcheca, lá em Atlantic City haha. Ou quando assisti ao Fantasma da Ópera na Broadway. Quando cheguei ao Brazilian Day, em Nova Iorque, ao som do Daniel cantando Nossa Senhora, e senti tanta saudade de casa. Quando vi a neve. Quando ouvi música brasileira ao vivo em New Jersey. Quando conheci um dos Grandes Lagos, em Chicago. Quando comecei meu curso de escrita de roteiro na Johns Hopkins, e congelei por várias semanas, saindo de lá tarde da noite com temperaturas abaixo de zero.
Esses são apenas exemplos do que aconteceu nos últimos 6 meses. E, para 2015, os planos são ainda maiores. Os sonhos são maiores.
E, em meio a tantas viagens, ainda assim, sou feliz de dizer que meu coração tem um lar.
A Anny diria que o coração da gente vive junto daqueles que amamos. Não importa em que lugar do mundo eles estejam, qual a distância e o tempo que nos separam.
Eu tirei um tempo da minha vida para sair e viajar. Estudar. Conhecer pessoas e culturas. Aprender novos idiomas. Buscar inspirações para novas histórias. E, ainda assim, eu tenho bem definido dentro de mim onde é meu verdadeiro lar. Onde estão as pessoas que eu amo. Onde está uma pessoa especial, e se tudo é realmente verdadeiro, ele vai continuar a entender que eu preciso desse tempo pra mim. Porque, em 2014, os livros mudaram a minha vida de vez, e eu construí sonhos tão grandes, que só um ano não foi o suficiente para realizá-los. Eu preciso de 2015 para mais viagens, estudos e amigos. Preciso levar a Anny para diferentes cantinhos do mundo, junto de mim. Para, então, depois, poder voltar para o lugar do mundo que meu coração chama de lar.

2014 foi maravilhoso, um dos melhores. Que 2015 seja ainda melhor para todos nós!

Mais uma vez, obrigada a todos que acompanham meus devaneios. Meus escritos. Meus sonhos que se tornam realidade no papel. Feliz Ano Novo para vocês, meus amores.
No ano que está por vir, terei dois lançamentos (um deles está acontecendo nesta virada de ano, o Corações em Fase Terminal. O outro virá mais pra frente, ao longo dos próximos meses, “A menina feita de espinhos”) e espero que eles também possam conquistar um lugar na estante de vocês, e acima de tudo, no coração.

Obrigada por me fazerem entender, em 2014, que a maior riqueza da vida é dividir sonhos. E, quando vocês leem as minhas histórias, nós estamos sonhando juntos!
Que assim seja, que os nossos sonhos para 2015 sejam realizados!    
                

Obrigada. Obrigada. Obrigada.

3 comentários:

thaila oliveira disse...

Oi
Eu desejo que nesse 2015 que já chegou tenhamos muitas realizações, motivações diárias, saúde e paz para viver e ler muito!
Que nossos maiores anseios se tornem realidade baseado nas nossas lutas e fé!
http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

Fabrica dos Convites disse...

Que 2015 seja um ano repleto de paz, saúde e realizações!
Bjs, Rose

Eduardo Leal disse...

Desejo felicidades a todos nesse 2015.
Oi, eu li o seu livro e gostei muito. Muito mesmo. Não sabia que ia ter continuação. Quando você irá lançar?
Quero muito saber.
Muito obrigado. Bjs...

Postar um comentário